Arquivo de agosto de 2012

A sorte

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Subindo a ladeira distraída fui abalroada por um não sei quê.
O espelho explodiu.
Centenas de pequenos diamantes sem valor espalhados no asfalto.
Num primeiro momento, susto e raiva.
Num segundo, caça.
Quem, onde, fuga?
Sem respostas, voltei para o ninho.
Atrasada, criei asas.
E comecei agosto remando forte contra a maré.

Slow food com judô

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Acordou toda amarrada.
Não conseguiu se conectar.

Solidão em meio aos ruídos de uma vida entre tantas.

De repente, uma porta se abriu e jogaram um prato fundo cheio de obrigações.
Quase sem poder se movimentar, chegou até o prato.
Sorveu com ânsia, fome de tudo e qualquer coisa.

Passou o dia submersa.
Bolhas de água subindo.
Não conseguia ver a luz do sol.

Dormiu após levar um ippon.