versão americana

no mesmo barco

A poluição me faz confundir tudo.
Não respiro como antes.
Não rio igual.
Aqui, São Paulo que nos acuda.

Debaixo da porta, cartas, cobranças, raivas e nadas.
Eu tenho, sim, ataques de cólera.
Pura sujeira nos ares.

Ah…
Ahhnndo zonza.
Com a vista embaçada.
Sentindo o peito carregado.
Apertado.

Ah.
Ha.
A.
Talvez seja o inverno na cidade que não sossega.
Dorme um pouco,
descansa.

Escrito por anapessoa

2 comentários para “Raro Efeito”

  1. Ana, preciso deixar um comentáriozinho, só pra dizer que é lindo seu canto!
    Amei.
    Pretendo sempre dar uma olhadinha. Parabéns!!!

  2. anapessoa disse:

    Poxa, ando tão sem idéias… Obrigada pela força!

Deixe um comentário