Tags: Por que?
21 ago

 Estou eu no prédio embolsado pelo Lalau quando vejo as imagens da Síria.

Todo tipo de gente morta pelo governo. Crianças, adultos, jovens, velhos.
Um avião descarregou o gás da morte sobre Damasco.
O governo desconversa.
A ONU, para variar, nada faz, só fala.
Corpos acinzentados espalhados pelo chão.
Sem feridas.
Todos os mil e trezentos mortos.

No Egito, um bundalelê.
Dona Morte anda dançando cancan sem parar.
Hosni Mubarak vai ser colocado sob prisão domiciliar.
Aumenta o som.

O porteiro, desta vez, levou a pior.
Eu tenho que fazer milagre até sexta-feira.
Dólar a 2,45.
Minha tosse agora é lenta: fica 10, 15 minutos sem parar.
A casa nova saindo do forno.
Grana para cortina, arandela, mesa, sofá.

As imagens das crianças acinzentadas, enroladas em panos como bonecas russas.
Minha cabeça gira.
Atravesso o rio.
Os faróis parecem uma grande procissão.

Ando meio sem ar.
Talvez pneumonia.
Ou uma sensação de últimos dias.

Escrito por anapessoa

Deixe um comentário