bananaEu li e vi a notícia no sábado. Era tão triste que não quis comentar.
Mas aí, li o post do apresentador Zeca Camargo e fiquei chateada de novo.

Alcides era aquele moço que teve uma história tão surreal que virou celebridade.
Vou de trás para frente.
Na sexta de noite dois bandidos da perifa do Recife procuravam um desafeto. A tarefa, matar um rival.
Alcides foi confundido com o homem marcado para morrer. E morreu no lugar dele.

Alcides era muito, muito pobre. A mãe é catadora de lixo.
Estudou, óbvio, em escolas públicas.
E virou notícia quando passou em primeiro lugar no dífícil vestibular de biomedicina da Universidade Federal de Pernambuco.
Alcides virou tema de reportagem sobre “o que é a felicidade”.

Alcides ia se formar este ano.
Dois suspeitos de envolvimento na morte foram presos.
No país onde vivo, isso não é novidade.
Eu mesma, menina de classe média remediada e quase alta, vi um assassinato de um estranho quando tinha 12 anos.

Aqui, no Brasil, a gente é mesmo bem humorado.
“Rir para não chorar” é a frase que deveria estar na bandeira nacional.

o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

E é pré-carnaval: esse post não pode terminar tão amargo.
Alcides hora dessas está cercado de gente animada.
Vou deixar uma marchinha que é a minha predileta.carmita
É non sense e deve ser bem boa para atravessar o tal túnel com luz no final.

Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô

Mas que calor, ô ô ô ô ô ô
Atravessamos o deserto do Saara
O sol estava quente
Queimou a nossa cara

Viemos do Egito
E muitas vezes
Nós tivemos que rezar
Allah! allah! allah, meu bom allah!
Mande água pra ioiô
Mande água pra iaiá
Allah! meu bom allah
  

Escrito por anapessoa

4 comentários para “Festa no céu”

  1. h. disse:

    Disheveled É a sua palavra, né? 😉

  2. gonçalves disse:

    Uma pena, Ana, o carnaval do Alcídes foi literal (adeus à carne). Espero que reste a ele uma alma e que exista mesmo esse túnel, ou esse deserto, a ser atravessado…Ah, e que lá no final, seja onde for, ainda haja algum humor.

  3. Jåµë§ disse:

    :: Acho que o mundo não foi feito pra quem entende para que o mundo foi feito. Se existe um criador que determina cada um de nossos passos, eu e ele teremos uma séria conversa quando estiver diante dele.

  4. anapessoa disse:

    Pois eu pretendo nesta vida mesmo falar de Macedos e comparsas do livro Crime e Religião.

Deixe um comentário