24 mai

2 – Came to believe that a Power greater than ourselves could restore us to sanity.
(Chego a crer que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade)

Eu não creio em Deus, em vida após a morte, em que sejamos especiais. Mas penso que algo mais forte do que nós mesmos pode nos devolver à sanidade. Creio mesmo.
Depois do meu primeiro passo que, com certa graça, confesso me deixou de ego amaciado: recebi quantidade de emails dizendo que tive coragem… depois desse primeiro passo é preciso crer.
Para poder caminhar.

Hoje construí um dia diferente e agora, de noite, eu mesma me surpreendi. Desisiti de ir para minha aula de francês e perdi minha estréia no Jornal Nacional. Afinal, o destino bate à porta. E pode ser que eu tenha tido uma boa e inesperada idéia. O tempo dirá.

O programa dos 12 passos começou com o AA nos idos de 1930. E eu estou achando bem interessante adaptar para outros vícios: o de esquecer de si, por exemplo.

Enfim, vamos logo ao capítulo 3.

PS: Recebi um email um tanto tosco me advertindo: “dizer a verdade tem seu preço”.

Escrito por anapessoa

2 comentários para “Capítulo 2”

  1. gonçalves disse:

    Ana, se não formos especiais, como explicar todas estas idéias, estes pensamentos, estas angústias, estas alegrias, estas esperanças, estas buscas, estes sonhos? Por que procuramos um sentido?

    Vá em frente!

  2. Rodrigo disse:

    Faltó el capítulo “0”… introducción a la novela.

Deixe um comentário