pequeno abalo

Aqui no Brasil o novo hit são os blogs de anônimos que exibem fotos deles mesmos com seus visuais descolados.
Pois na Vila Madalena o novo não-hit é reformar a casa e chorar sobre cacos.

Eu decidi duas coisas: vou comprar uma casa maior e vou dar um tapa na atual.
Não pretendo vender esta onde vivo (que é bem charmosinha) e contratei uma equipe de arquitetos para criar um espacinho extra para que a casa funcione melhor até fevereiro que é quando devo comprar o apartamento do vizinho.
Resultado: o quarto de empregada vai virar closet/despensa.
O quarto de hóspedes deixará de ser escritório.
O banheiro de serviço vai virar um lavabo bacaninha.

Depois de muito fazer contas e discutir orçamento até acabar o estoque de café Nespresso, foi batido o martelo.
E hoje, em poucas horas, o banheiro veio abaixo.
Antes branquinho e muito simples, agora vai ganhar pastilhas, cores, box, tudo espremido em um espaço que mal dá para abrir os braços.
Na sequência, meu quarto será invadido.

Em meu hotel em Nova York, uma original Charles and Ray Eames de balanço na singela cor verde limão me aguarda.
Papéis de paredes serão enviados nos próximos dias.

Disseram que no oitavo dia fez-se o caos – e o homem se refestelou na lama.
(Por ser má propaganda, o editor recomendou que esse trecho fosse retirado da Bíblia)

Escrito por anapessoa

Deixe um comentário