Espaço

Meu espírito paradoxal gosta de organização e mudança.
E a casa agora está para peixes, gatos, cachorros e Anas.
Andar por um velho espaço e não se encontrar.
Ver pilhas de coisas e se questionar: para quê?
Levantar a poeira.
Contar com a ajuda de desconhecidos.
Esperar que a noite apareça e que eu esteja só dentro desse enorme receptáculo e reorganizar pensamentos, mundo.

Avançar com os fiapos de raios de sol do fim da tarde.
Correr com a manhã.
Falar menos.
Ver muito pouco.
Ler, música.
Acompanhar a curiosidade dos bichos.
Massagem com óleo quente nos pés.
Cheiro de alfazema.

Casa em ebulição.
Vida nova.

Escrito por anapessoa

Deixe um comentário