23 jan

Aqui estou.
Presa em minha própria teia, trama.
Agoniada.
Sem poder ser eu mesma.
Talvez não possa mais.
Mais.
Meus excessos.
Meus vazios.
Minhas pressas.

Aqui estou eu.
Nessa brincadeira.
Brincando.
Embalando.
Sem mais.
Presa por um fiapo de cabelo.

Vazia.

Escrito por anapessoa

3 comentários para “Jaula”

  1. Totônio disse:

    pessoa, sabe onde me encontrar virtualmente, se precisar — as palavras existem, não sei se agradáveis, mas estao ali, ainda que por distracao, a mitigar esse vazio ou se esvaziar contigo (à voix basse).

  2. anapessoa disse:

    ô! Foi só um desabafo sobre minha vã existência.

  3. Totônio disse:

    e sobre a existência vã de todos nós 😉

Deixe um comentário