Posts com a Tag ‘à deriva’

à deriva

segunda-feira, 6 de setembro de 2010
saladinha na

salade, salada, sei nada

nada estranho o fato de eu ter alugado o filme na Apple gringa, ter deixado o danado dormindo no meu micro por 5 dias e ter assistido hoje – todo dublado em francês.
quem viu, viu. quem não viu é porque não chegou a hora.

adoro Sampa no feriado.
o sol escaldante, depois o vento, a quase-chuva.
tudo se entrega em casa.
a salada niçoise que eu preparei.
o champagne que comprei em Dubai. minha marca predileta.
de Reims trouxe 3 magnuns e dois “comuns” para celebrar muitos outros dias e entre amigos.
ainda tenho um rosé estocado.

a falta que o bonjour, bonne journée e outros detalhes simples fazem.
dei bom dia a todo mundo na rua enquanto a ventania levantava as saias e eriçava cabelos.
poucos me responderam. um resmungou de volta.

hoje foi cassoulet comprado no Freddy’s.
alguns amigos falam absurdos via twitter.
a vontade de aparecer com o falo na mão.
não resisto, mas melhor é não “falar”.

então, sendo assim, bonne soirée.

Fim de semana na veia

sexta-feira, 22 de maio de 2009

 

 

Ainda não me acostumei com o cabelo novo...

Ainda não me acostumei com o cabelo novo...

Nunca pensei que um cabelão fosse mais fácil de cuidar do que um cabelinho.

Eu demoro mil vezes mais no secador hoje do que antes.

E pareço uma louca no vestiário da academia: um rolão na franja, mil grampos no cabelo todo enrolado para ele ficar com aquele efeito THARÃN! Fara Fawcett do cerrado.

Tem dia que funciona, tem dia que eu pareço o Chitãozinho depois da chuva.

Mas não me arrependi. Chega de cabelão. Brasileira tem complexo de Madalena arrependida…

Mudando de assunto, um amigo querido fará seis pontes de safena no domingo. 6 horas de operação. A gente brinca, fala que ele vai sair novinho, com coração de 30, mas é punk. Meu pai fez 4 safenas, 2 mamárias, tem 3 stents, prótese óssea – é o próprio homem biônico. Detalhe: bonitão, olho azul. Resultado: tenho uma irmã de 7 anos e uma madrasta da minha idade! Enfim, maravilhas da medicina moderna. Bobagens da mulher contemporânea.

E um amigo perdeu o cachorro. Fiquei arrasada. Culpa desses petshops de m*.

Hojue rolou almocinho com amigas. Falei feito pobre na chuva. Eu quero é novidade.

E estou super acompanhando o festival de Cannes. Deve ser incrível. Cada freak. Taí uma coisa que falta fazer. Ir para um festival de Cannes. Preciso arrumar amigos indicáveis. Porque lá é só com convite. Super privé. Seria ótimo para treinar meu francês de primeiro período…
Você viu o vídeo com os famosos aplausos para o filme brasileiro “À deriva”, de Heitor Dhalia? Achei meio rasgação de seda… Mas que os caras plaudiram, aplaudiram muito.

E amigas lindas estão sendo chamadas para fazer o casting de uma propaganda da Natura. Do creme Chronos. Tomara que elas façam. Ia ser bem legal.

Luiza Brunet fazendo de tudo para tirar foto com Jesus, o Luz. Que mico. Deixa o garoto da Madonna, Luiza.

Sobre a história da menina Maísa, o Ministério da Justiça advertiu o “Programa Sílvio Santos”. Segundo o Conanda (Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente), o programa expôs a garota a situações constrangedoras e vexatórias e, caso isso se repita, será reclassificado para maiores de 12 anos e só poderá ser exibido após as 20h. Bem feito. Achei a maior sacanagem com nossa Chucky!

Para dar uma politizada no discurso: alguém acredita no Mantega?
E a uruca da Yeda Crusius? No ato de inauguração da RSC 480, em São Valentim (RS), tábuas do palco em que a governadora Yeda Crusius (PSDB) discursava cederam; ninguém se feriu, mas a governadora precisou ser retirada da estrutura por um policial militar, no colo, e continuou o discurso em terra firme.

E nossa candidata a presidente?
Dilma afirmou que, apesar do câncer ser uma doença “chatérrima”, não vai impedi-la de trabalhar. Santa arrogância.