Posts com a Tag ‘brigadeiro’

Rodopiando

quarta-feira, 3 de março de 2010
Alê, MaÍra, Jorge Clerc e eu - Gato Negro para alegrar

Alê, MaÍra, Jorge Clerc e eu - Gato Negro para alegrar

Esses dias têm sido Ana ao cubo. TUUUUUUUDO ao mesmo tempo.

Agora mesmo gripei ou fiquei alérgica.  Achei um delivery de sopa no prédio e estou com uma coriza chata. Um ponto positivo e um negativo. E  tenho que correr para a Vogue – semana de fechamento da revista i. A revista está linda de morrer – e os textos, estupendos. Mas o meu pique “tá faiado“.

Alguns me perguntam sobre filhos. Outros, chai latte. De manhã despachei bicho de pelúcia, computador, creme – família toda presenteada via Correios e Telégrafos. No almoço, adieu mes amis. Com nosso ritual de Gato Negro e um certo ar ébrio no escritório.

Amanhã tenho assinatura na justiça (tema para um looooongo post), e reunião para oficializar minha saída da sociedade que foi um sonho, uma república e uma dúvida – e nenhuma dívida. Mas que tem gente muito bacana e correta – coisa rara nos dias de hoje. E tenho que trabalhar. E tenho que organizar a casa para quem vier. E tenho que escrever, escrever, escrever. E tenho tanta coisa que queria ficar de pantufa assistindo tevê. Quem sabe um brigadeiro de colher.

O fato é que o que eu queria mesmo era um tempo para respirar.

(Vou correr para a Vogue e tento terminar esse post de lá – mas não prometo nada. Tanta coisa para falar e eu aqui com a mão coçando e sem poder contar. Ai ai)

Runnig with brigadeiros

quinta-feira, 12 de março de 2009

brigadeiro-mordido1Dia bacaninha. Trabalho flui, almoço com os meninos – menu especial da Mercearia do Conde para o festival de restaurantes de SP. A Mercearia fez porções bem reduzidas, embora gostosinhas, e meteu a faca no café (R$5), no suco (R$6,80) – enfim, abusou.
Depois, passadinha na Vila e parada estratégica para comprar um brigadeiro… e comer no trabalho.
Tuuuuudo de bom. O encontro dos Três Mosqueteiros e o Mosquito Verde (no caso, eu).

EU NÃO NASCI PARA TRABALHO

Saindo do meu umbigo, vamos aos fatos do dia.
Trabalho – crise – dinheiro
Esse trio está fazendo a cabeça do mundo nos últimos meses.
Quem tem trabalho, teme.
Quem tem dinheiro?
E dá-lhe crise…
O interessante é ver o Copom derrubando os juros como nunca.
Leia-se: Henrique Meirelles não aguentou a pressão.
A GM rejeitando a grana do governo americano.
Leia-se: Vamos dar um up no mercado (E aí tem).
Warren Buffet perdendo 25 bilhões de dólares e caindo para o segundo lugar dos homens mais ricos do mundo.
Gates, o Bill, perdeu só 18 bilhões e foi logo para o topo das paradas.
Segundo a revista Forbes, a crise eliminou 2 trilhões de dólares das maiores fortunas do planeta.
A maior debandada de ricos foi de russos, indianos e turcos.
Ou seja: de novos ricos.
E Madoff, aquele que aplicou o velho e conhecido esquema da pirâmide, que aliás leva o nome de um golpista famoso, Ponzio, declarou-se culpado e foi direto para um xilindró de 5m2.
Bem maior que as barracas de camping para onde se mudaram as famílias desempregadas, desalojadas e favelizadas de Sacramento, a rica cidade americana.
E jornalista que mandou o sapato no Bush pegou 3 anos de cadeia.
Pode?
A fábrica do sapato que fez a fama da sapatada atômica – chamada de atentado – está vendendo como nunca.

EU JÁ SABIA!

E da série EU JÁ SABIA, a McCann lançou pesquisa sobre a classe C do Brasil.
Segundo o estudp, mesmo melhorando de vida, 53% dos entrevistados continuariam morando no bairro em que vivem. Eles rejeitam produtos e lugares considerados chiques demais.
Quem já viu uma propaganda de construtora, já imagina o ZERO de eficácia, não é?
Ninguém quer terraço gourmet,ninguém quer um clube num condomínio cuja administração será caríssima. E ninguém acha as crianças loiras da propaganda convincentes.
Mais engraçado é ouvir na rádio aquele anúncio mal redigido – da mesma agência de sempre – falando que devido ao sucesso de público, anteciparam o lançamento do incrível projeto que integra cinco condomínios residenciais, uma torre comercial, escritórios de vila, um parque público e um privativo. Tudo isso num bairro super degradado, com uma arquitetura pobre e que não corresponde aos desejos do público que anda sem grana.
Gente do céu, se alguém continua ganhando dinheiro, é a máfia de uma agência só que adora uma laundry…

A VOZ DO GOOGLE

E todos pelo Google Voice!
Segundo o Bluebus, ele unifica todos os numeros de telefone que vc tem (fixo de casa, celular, fixo do trabalho, celular do trabalho etc), transforma os recados deixados nas secretarias eletronicas em textos que vc recebe por email ou por SMS, bloqueia o telemarketing, permite fazer conference call sem pagar por isso ou sem precisar de um numero especial, faz ligaçoes internacionais por preços ainda mais baixos que do Skype e tem ainda outros recursos.
É disso que o povo gosta!
De gente/empresas que pensam nas reais necessidades. 88930_2

TÁ SEM GRANA? VENDE A ESPOSA

88930_1-1Deu no Daily Express
“Esposa reclamona. Sem taxas, sem inspeção. Manutenção muito elevada”,
O britânico Gary Bates colocou um pequeno anúncio na revista “Trade-It”, de compra e venda de veículos e eletrodomésticos.
Leiam trechos da matéria:
“Ela estava me chateando para fazer alguma coisa enquanto estava assistindo algum lixo na TV. Então, eu pensei em colocar um anúncio para me livrar dela”, afirmou Bates.
“Eu pensei que ninguém iria ligar, mas eu recebi, pelo menos, nove ou dez ligações de pessoas interessadas”, disse ele, destacando que as pessoas perguntavam: “Será que ela ainda está disponível?”.

Para terminar, até os macacos usam o fio dental algumas vezes.
Agora não tem desculpa!!!
Fui – DIRETO DA GAIOLA!!!