Posts com a Tag ‘brisa’

Coerência

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Minha velhisquice anda boa demais.
A vida abre as cortinas mais negras e eu estou encarando no boa.
Se tivesse 20, arrancaria a cortina.
Hoje, com 30 e quase 6, eu deixo a cortina se abrir sozinha e mando vir o que tiver que vir

Eu não quero as coisas mais difíceis.
Mas não corro delas.
As mais fáceis chegam aos montes.
Parece até a promoção do Abdalla da praça da Rodoviária.
Leve na baciada!
E eu levo tudo – até desentupidor de fogão e prendedor de cabelo.

Você já chegou naquele ponto em que não quer ser pessimista?
E que não exagera as coisas chatas porque sabe que tudo, tudo passa?
Pois estou chegando.
Me espera!

Hoje, curtindo a última tarde-noite em Minas, o calor deixa meu cabelo engraçado.
Meu avô vivendo os 90 anos sabendo que não existe amanhã.
Meus tios discutindo o sexo dos anjos.
Quem eu gosto seguindo em frente.
Muita gente perdida.
Muita gente encontrada.

Delícia essa brisa quente que vai e vem.

Benefícios

sábado, 15 de janeiro de 2011


Ano novo, check up em dia, casa se arrumando automaticamente e um sábado.Sábado para acordar sem obrigação, sem rapidez ou idéia que vá mudar seu mundo.
Sábado para sair por aí com cachorro.
Para comprar flores para a vida nova.
Para ver antiguidades e ter idéias.
Para novos eletrodomésticos.
Para um elogio de pedreiro.
Para um pedaço de livro eletrônico com café.
Para ver imagens do Rio, do moço que perdeu irmã, filhos, sobrinhos, cunhado e pensar que hoje, agora, um raio de sol e mais nada.
Sábado com sorvete novo.
Sábado de brisa sem motivo.
Sábado de folhas.
Sábado.

Bom para você e para mim.