Posts com a Tag ‘Gisele’

Stay cute and shut up

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

(mundo, vasto mundo)

(mundo, vasto mundo)

A Síria se acabando, os tetos desabando e Gisele, nossa modelo-modelo, abalando Bangu gringa.
Tudo porque resolveu defender o marido atacando os colegas dele.
Já pensou se a moda da über model pega?
A empresa foi mal, ações despencam e a patroa do C.E.O. dá entrevista:
“- A culpa é das marmotas que trabalham para ele”.
O PIB despencando e a Dilma:
“- Mas com esse time de ministros o que vocês esperavam?”.
O Brasil perdendo mais uma Copa e o técnico da ocasião:
“- O Ricardo Teixeira escala esses pernas de pau e vocês olham para mim?”

Ah… O mundo em cores.
Não é assim o pensamento do Assad?
Ele é presidente e a culpa é dos civis por estarem morrendo…
Ok, comparação exagerada, mas hoje em dia está cada vez mais difícil de achar gente que:
1 – Pede desculpas,
2 – Assume erros.

Nossas escolas não preparam cidadãos.
Preparam competidores.
E, para chegar ao pódio, vale tudo.
Quando entramos na selva do mundo corporativo, fico pensando no professor de ética…
Herói da resistência – como os cidadãos sírios.

Ando lendo sobre antroposofia – ainda não tenho uma opinião formada – mas fui profundamente impactada por uma frase:
“A nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar propósito e direção para suas vidas.” (Rudolf Steiner)

Se eu tivesse lido isso antes, talvez não tivesse rodado como enceradeira por aí…

Artes e Espetáculos

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

lindja

A vida como ela é!
Vejo um anúncio com uma foto de uma mulher com uma espécie de prego gigante no joelho… Fique linda na clínica de estética X.
E a Caralluma? Gisele tomou e emagreceu…Engraçado foi quando um bug mudou o anúncio e ficou assim: “Ela perdeu 2 kg em 24 meses”. Uau! Isso é que é dieta.

Pele de pêssego a preço de banana!
Saboreie os melhores bolos por muito menos!
Maiô trançado frente/verso. Com argola central.
Sapatos de Grife Baratos
Vamos encher um container com o melhor da noite para (sic) brasileira e trocar com o de outro país.
Visite o site e descubra o seu estilo íntimo (?)

E tantos “reality shows”?
A inglesa grossa e racista que morreu de câncer e o revival dela no twitter.
Os quase-atores gostosões que querem mostrar os “cérebros”.

Diga que não é engraçado. Diga que você não ri disso tudo.
Eu fico pensando (seriamente): por que não tomar caralluma, enfiar um prego no joelho e depois sair para trabalhar com um maiô trançado com argola central? Supostamente, a onda é essa!
Onte vi uma foto da Lady Gaga indo pegar um vôo em NY de calcinha e soutien, um sapato horroroso do Mc Queen e uma jaqueta dourada + algemas na cintura.
E o povo ama! O povo, ou os little monsters?
A novela brasileira? Todo mundo se perguntando o que um cara faz na frente do computador…
E você, o que faz em frente ao seu computador?

Gente, de perto ninguém é normal.
Todo mundo queria ganhar na Megasena e largar isso tudo e ser mais louco ainda.
Ainda, ontem li num jornal inglês (provavelmente o The Sun) que uma moça que ganhou uma baba na loteria quando tinha 16 anos está com a conta praticamente zerada. O que ela fez? Festa, plástica, festa, festa.
Quer mais? http://www.businesspundit.com/10-people-who-won-the-lottery-then-lost-it-all/

Não, não vou ficar fazendo discurso contra a sociedade de consumo, a favor da literatura e contra a preocupação com a estética.
Está aí escancarado.
Somos tudo isso e menos um pouco.
Mas queremos ser ou parecer ser mais.
E é nesse ponto que a porca torce o rabo.
(e que eu dou umas boas gargalhadas com o non sense alheio)