Posts com a Tag ‘idade média’

Brilho de aluvião

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

para você, minha querida

O bobo teve origem no Império Bizantino.
No fim das Cruzadas, tornou-se figura comum nas cortes européias.
Acreditava-se que ele espantava mau-olhado e trazia sorte ao castelo.
Na maioria das vezes, os bobos eram loucos, deficientes físicos, anões e corcundas, que tinham a missão de entreter os monarcas com palhaçadas e, principalmente, com suas deformidades.
Alguns bobos tinham suas colunas quebradas para que tivessem um aspecto mais “interessante” aos nobres.

Os bobos da corte hoje não andam vestidos de forma espalhafatosa, não se deixam notar.
Eles preferem plásticas de seio, viagens à Disney, preferem bolos de notas escondidas em cuecas.
Os bobos muitas vezes eram as únicas pessoas que podiam criticar o rei sem correr riscos.
Hoje, perderam o medo e a malícia.
Usam o nome do rei em email para ganhar viagem em cruzeiro, carro novo e até casa em frente ao clube da cidade.

Bobos modernos.
Saem por aí torrando tudo, vivendo como se a matéria não fosse finita.
Compram carro, celulares de última geração.
Abusam de dinheiro que não lhes pertence.

Bobos.
Dinheiro é um pedaço de papel.
Celulose fotográfica que te revela.

“Há apenas uma classe na comunidade que pensa mais em dinheiro do que os ricos; os pobres.”
Oscar Wilde