Posts com a Tag ‘imponderável’

Obviedades – com gás ou sem?

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Hoje foi mais um daqueles dias doidos de sempre.
Depois de ir dormir tarde porque o elevador do meu prédio virou uma cachoeira e a água invadiu minha sala, reunião logo cedo.
Aquela apresentação que era elaborada há 3 meses virou projeto para uma grande empresa.
De tarde, uma entrevista com um rapaz muito inteligente.
Coisa rara nesse mercado.
E uma vaga – quem sabe – numa dessas empresas trendies, fashion, incríveis, cobiçadas.

Em meio a isso tudo, a vida, ah, vida.
Há tempos venho questionando essa falta de fronteiras, essa pressa de coelho de Alice, esse mundo em que o trabalho come as horas do amor, do lazer, da família, do ócio improdutivo.
Minha vida se anima quando o trabalho se anima.
Mas ela sempre foi mais gostosa com amores e amigos.

Ah, trabalho, tempo, dinheiro.

Sabe a história da rã?
Coaxava, pulava, comia mosquito.
Um dia decidiu mudar de brejo.
Pulou, pulou e não achou.
Morreu seca e sem mosquitinho de saideira.

Moral da história:
Nem sempre a questão é entre o certo ou duvidoso.
É culpa do imponderável.

Boa noite.

(Hoje estou Walter Mercado mesmo)