Posts com a Tag ‘mineira’

Cópia barata

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Foto criada em 2009-11-26 às 18.18

Eu sei, você não quer saber das minhas músicas.
Elas são bregas.
Algumas, cult.
Sabes que sou latina.
E tenho pele européia. (manchada)
Mas eu não consigo deixar de ouvir. Passei a madrugada a repetir faixa por faixa.
E não sei a que horas desmaiei.
Mas a música tocava.
A cabeça no norte, os ouvidos ao sul.

Agradeço aos novos cosméticos que, por 4 horas, preenchem as rugas e nos dão um aspecto mais publicitário.
Café da manhã com amigo e sócio e cachorra.
Saia de festa.
Camisa de dormir.
Coleira de brilhos.

Almoço com meus queridos do trabalho.
Eu tomei duas cervejas, eles uma cerva + uma Coca.
E a louca sou eu, não é tio Bernardo?

Noite passada, disse mais um não para um novo trabalho.
A culpa é de DubAI.
Não vamos complicar.

De tarde, as circunstâncias me fizeram abreviar as férias.
O dever, a preguiça? Não!
A vontade de ser do contra.
Segunda conto as novidades – que não têm nada de black friday.

Tenho lido os gritos da Yoani Sanchez, de Cuba.
O mérito dela é ter bons pulmões.

Ah, vim aqui só para te incomodar com a música do argentino do Alasca.
Vou traduzir e misturar tudo.
Você vai acreditar que é tudo meu.
Mas é puro plágio.
Tudo é sempre plágio.

De bar em bar, café em café
Você tem certeza que te observam.
Ninguém te vê.
E alguém te convenceu: você acha que é um poeta maldito

Amizade de bebedeira
Até o fim da ressaca serei sua amiga
Se te vejo sóbria, não vou te reconhecer

Não é bom ou ruim, ninguém deve ser sozinho
E eu acho que nestes dois minutos fizemos uma conexão
Eu também sinto uma ligação
Serás meu amigo até me empurrarem para o chuveiro

Que lindo é sonhar
E não custa nada.

Fui pentelha, inconsciente, e tantas outras coisas
Eu não estava “Ohm” ou era “Zen”
Eu nunca fui mestre em virtudes como a paciência.

No entanto, quero dizer o quanto eu posso dar…
Eu te dei minhas noites em claro, as escuras.
Eu te dei minhas tristezas, minhas alegrias.
Eu desisti de tudo que eu tinha.

Não me abandone, ainda.
Eu não te abandonaria pelo motivo que você vai deixar.

darkness