Posts com a Tag ‘nerd’

Tacones lejanos

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Foi com esses que fui...

Um almoço grátis e um papo com um amigo espanhol que veio se aventurar por aqui e ficou.
Uma parada estratégica na Sak’s e dois novos pisantes de sola vermelha.
Uma corrida até Times Square e o filme sobre o Facebook.

“The Social Network” segue a história contada em revistas…
O menino Mark Zuckerberg (26 anos), que conheci pessoalmente no ano passado, parece o autista que pensei que fosse. Até a metade do filme, não faz uma triste figura como pintam as críticas. Ele dá o cano nos gostosões de Harvard e desconfio que 90% da população acha isso ótimo…
É quando ele engana o amigo e financiador do que viria a ser o Facebook que a imagem de nerd-daltônico dá lugar à imagem de mau caráter, manipulador e bandido sem moral.
Sendo o amigo traído um brasileiro, imagino que a coisa vá ficar quente na estréia em Sampa.

O filme é bom, a história não é nova.
O que me bateu é que saí com a sensação de “Vale a pena ver de novo”.
Acho que já conheci e já trabalhei com gente que tem essa mesma mentalidade e, certamente, menos sorte e talento.
Não é algo para se gabar.

Filme visto, fiquei com vontade de comprar o livro The Accidental Billionaires do Ben Mezrich…

Bastidores da criação de empresas de tecnologia turbinados com ficção bem ao estilo americano.

o salão do Daniel

Engraçado é notar que os tradicionais excluídos, quando incluídos, costumam virar monstrengões.
De perto, quase ninguém é do bem?
Recordo-me de um coordenador que tive em minha equipe.
Um baixote com calvície no estágio 2 (quando não dá mais para disfarçar)…
Ele daria a mãe para ser CEO de qualquer coisa, até da cooperativa de engraxates do rio Guaíba. Sorte do mundo que o menino só tem ambição e nenhum talento.

Depois de ficar com o filme sobre os nerds do mundo digital rodando em minha cabeça, uma aventura gastronômica daquelas.
Daniel Bouloud com “D” maiúsculo!
6 pratos harmonizados com vinho.
Comida que não acaba mais.
Blazer é obrigatório para homens e, como bons franceses em NYC, o moço que não for a caráter pode pegar um emprestado na chapelaria e fazer bonito no salão principal.
Além de comer bem, abusei do meu francês!

Foi um dia de extravagâncias.
Louboutins, filmes, 3 estrelas do Guia Michelin…
E a sexta-feira só começa hoje.

O próximo filme da semana será “Inside Job“.
Badaladíssimo por aqui, ele conta os bastidores de 2008.
O trailler tem entrevistas hilárias com essa turma nerd (aussi!) do mercado financeiro que quebrou a banca nos Estados Unidos.
Para esse, preciso de algo além de sapatos de 3 dígitos.

Quem disse que bebida, viagem, compras e outras bobagens não funcionam?

Antes e depois

sábado, 12 de setembro de 2009

2877156
Photo 245

Esse blog vive em crise. E crise para mim é algo bacana.
Crise significa revisão. Olhar para o umbigo.
O Gordo quando era legal, dizia Chose de loc! (E só brasileiro entende, porque para francês é quelque chose de fou – olha meu segundo semestre de francês já dando para tirar uma ondinha )

Mas vamos para as duas fotos tiradas este ano.

As pessoas retratadas nessas fotos não podem ser a mesma (ana) pessoa.
Da louca desvairada no carnaval de rua tomando cerveja às 10h da manhã para a yogini nerd digital esbarrando acidentalmente no phototoboot às 15h41 deste sábado, algo aconteceu.

Esperemos que, com essa transformação radical, venha muito dinheiro e um guarda-roupa para deixar qualquer Michael Jackson no chinelo (de paetês).

Porque esta nerd não sou eu. Nego até a morte.

E mais: descobri que a pessoa com quem quebrei o pau no twitter é conhecida. Como estou ficando gagá, não me lembro bem de quem é. Mas é conhecida. Pedi desculpas pelo papelão. Que falta de vergonha a minha. E ainda nem tinha tomado a dose terapêutica de vodka antes de gritar impropérios em alemão de quinta – google bad translate e eu bad copy – para a moça.

Ou é a idade ou é a crise ou é esse ser nerd que se apossou do meu corpo atlético e super alongado.

Chamem o exorcista urgentemente!

Fui.