Posts com a Tag ‘nocaute’

Bumaiê

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Nocked out

Eu não sei qual é a sensação de um caminhão passando por cima.
Mas eu sei o que é ser nocauteado todos os dias por dois anos seguidos.

A primeira vez, inconseqüentemente, você se levanta assim que abre os olhos.
As pernas, pura manteiga.
O sangue escorrendo e formando rios pelo nariz, entre os lábios, descendo pelo pescoço.
Os cabelos sujos e colados nas têmporas.

No dia seguinte, você se levanta mais rápido.
Urra por dentro, mas ainda se segura em pé.

Ao final de um mês…
Você nem abre os olhos mais.
Fica ali, deitado, esperando o zumbido no ouvido deixar de ser um iiiiiiiiiiiiiiiih contínuo.

Depois de um ano.
Você sabe que vai acordar e POW!
Um soco vai te derrubar, você vai ficar estendido no chão meio zonzo, vai sentir um gosto metálico de sangue na boca…
Uma ducha, um band aid, e dia que segue.

Hoje, pouco mais de dois anos se passaram. Você escova os dentes, coloca um pijama velho que anda meio apertado…
Escovando os dentes antes de dormir, surpresa: o supercílio ferido denuncia o golpe.
E você percebe, pela última vez, que um dia acordou e foi a nocaute.

Indolor.
Apenas mais um dia.

(A partir de amanhã, nem os socos te acordarão. Muito menos a memória)