Posts com a Tag ‘O estranho mundo de Jack’

Chuva e sol

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Onde cavalinhos correm e levam todo o seu dinheiro...

Descobri um estúdio de pilates distante dez quadras daqui.
Como meu hotel é muito, mas muito “boutique”, ele tem uma galeria de arte, mas não tem academia nem uma piscininha… Então dá-lhe caminhar e pagar para fazer uma aulinha que alivia a consciência pesada da cervejinha + vinho + fernet + jinebra+empanadas do dia-a-dia.
E como tudo nessa cidade… O estúdio me surpreendeu. Sexto andar de um edifício antigo na Córdoba.
Só gente nova dando aula. E uma máquina de ginástica da Madonna! Que te sacode todo! Fiquei com as pernocas doloridas…

Dali, Bar 6 – o único que não te deixa na mão depois das 16h.
Bem alimentada, fui dar uma voltinha pelo bairro mais trendy da cidade: Palermo Soho.
E fiquei pasma com a mudança. A moda se acanhou.
Muitas lojas fecharam.
Os preços baixaram incrivelmente.
Eu olha que venho para cá com regularidade desde 2003…
Como a cidade empobreceu.
Tem menos arte.
Tem menos ousadia.
Claro que o porteño não perde a pose. Mas que o bolso está furado… Está.
E me entristece ter hermanos ficando mais pobres.

De Palermo, fui para o bairro de Gardel, Abasto.
Cinema 3D.
Adoro.
Alice no País das Maravinhas promete!
O trailer é sensacional.

O dia começou agitado.
Terminou calmo.

Hoje tenho agenda apertada para férias.
Pilates em instantes.
Livrarias novas (ontem só fui nas velhas conhecidas).
Peça com atriz consagrada.
Restaurante de discípulo do Ferran Adrià.
É mais para agradar o convidado – porque acho essa cozinha “química” uma bela porcaria (além de cara).

Enquanto a vida acalma.
Como quando dá vontade – e como com mais vontade.
Durmo o suficiente para acordar mais “devagar”.
Leio menos. Mas leio.
E caminho, caminho, caminho.
E penso. (muito)

Ter 30 e algo é muito bom.
Saber que este é o momento.
E que você não vai ter tudo.
Saber que você é o que é.
E ousar ser um pouquinho menos.
E remar contra a maré só para dar com a cara na porta.
Sabendo que seria esse o provável resultado.
(…)

Sobre meu mais recente vício, encontrei uma tirinha genial. Vai abaixo, para fazer piada sem graça.

Slide03