Posts com a Tag ‘palhaço’

Tanto riso

domingo, 9 de junho de 2013

un goût bizarre

Sou acordada às 5h30 e não há muito o que fazer.
Visto a roupa de ontem, do show que não fui, e saio.
Passa por mim um carro – anda devagar e tem som alto.
De repente, correndo e tropeçando no asfalto, um rapaz.
Tutu verde no pescoço, maquiagem que brilha no escuro.
Nariz verde limão, olheiras brancas, terceiro olho vemelho
Corre e tropeça sem perder a graça de palhaço amador.
Sabe-se lá de onde veio, mas sei para onde vai: para o colo da mamãe.

Depois de um café bem amargo, saio de carro por uma São Paulo ensolarada e (sempre fria).
As ruas – vazias – adaptadas para receber bicicletas de gente que acorda bem tarde no domingo.

Vejo a capa das revistas.
A violência tomou conta.
A crise.
A falta de graça.

Voltando para casa, um bando de adolescentes faz algazarra.
Virar a noite tem gosto de picolé de uva sabor cabo de guarda-chuva.

Eu tenho inveja de palhaço.

Pernas firmes

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Depois de um biênio sem carnaval, fui à forra.
Nada de excesso destrutivo.
Marchinhas, sol, cerveja, confete, ladeira.
Fantasias – uma para cada dia (e pense logo no que está subentendido).
E uma fome sem fim.
Minha festa pagã para expiar anos difíceis, viradas forçadas, experiências que, uma vez findas, não trarão saudades, mas obrigatoriamente, fortalecerão esta sobrevivente.
Lugar comum (como sempre).
Carnaval de gregos, pré-romano.
Culto em agradecimento aos deuses pela fertilidade.
Fertilidade de idéias, de andanças, de trocas, por fazer com que haja escolha.
Agora é seguir com fé.
2012 é para valer.
😉

mensagem subliminar

Palhaços!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

sc005176e2

Uma história em quadrinhos. Dois palhaços mudos. Virou espetáculo.
Espetáculo altamente recomendável.
Ganhou os prêmios Shell de Melhor Ator de 2009 e Cooperativa Paulista de Teatro Melhor Elenco. Os protagonistas são interpretados por Domingos Montagner e Fernando Sampaio. Domingos e Fernando são também os fundadores do Circo Zanni, que busca revitalizar a importância dos circos de pequeno e médio porte na vida cultural das cidades.
O grupo discute o comportamento humano em sociedade, usando truques de magia e jogos cômicos, sem palavras.

Para os fãs, conheci Kate Walsh e Matthew Fraser hoje. Simpáticos, gente-fina!

tira69