Posts com a Tag ‘peito’

Romaria

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

 Estou eu no prédio embolsado pelo Lalau quando vejo as imagens da Síria.

Todo tipo de gente morta pelo governo. Crianças, adultos, jovens, velhos.
Um avião descarregou o gás da morte sobre Damasco.
O governo desconversa.
A ONU, para variar, nada faz, só fala.
Corpos acinzentados espalhados pelo chão.
Sem feridas.
Todos os mil e trezentos mortos.

No Egito, um bundalelê.
Dona Morte anda dançando cancan sem parar.
Hosni Mubarak vai ser colocado sob prisão domiciliar.
Aumenta o som.

O porteiro, desta vez, levou a pior.
Eu tenho que fazer milagre até sexta-feira.
Dólar a 2,45.
Minha tosse agora é lenta: fica 10, 15 minutos sem parar.
A casa nova saindo do forno.
Grana para cortina, arandela, mesa, sofá.

As imagens das crianças acinzentadas, enroladas em panos como bonecas russas.
Minha cabeça gira.
Atravesso o rio.
Os faróis parecem uma grande procissão.

Ando meio sem ar.
Talvez pneumonia.
Ou uma sensação de últimos dias.

Raro Efeito

quinta-feira, 16 de agosto de 2012
versão americana

no mesmo barco

A poluição me faz confundir tudo.
Não respiro como antes.
Não rio igual.
Aqui, São Paulo que nos acuda.

Debaixo da porta, cartas, cobranças, raivas e nadas.
Eu tenho, sim, ataques de cólera.
Pura sujeira nos ares.

Ah…
Ahhnndo zonza.
Com a vista embaçada.
Sentindo o peito carregado.
Apertado.

Ah.
Ha.
A.
Talvez seja o inverno na cidade que não sossega.
Dorme um pouco,
descansa.