Posts com a Tag ‘Protesto’

Garota Bossa-Nova

terça-feira, 2 de julho de 2013

Domingo, eu vou ao Maracanã

O Brasil em revista me agradou.
Fui à final de futebol de negro.
Sim, menos por protesto, mais porque gosto deste modo.
Não, não vi a confusão e a violência que tomaram os arredores do Maracanã.
O gás de pimenta, a bala de borracha, a casa cercada por 300 pobres policiais paus-mandados.

Naquele dia, não deixei as bandeiras de lado e levei meu filho em seu primeiro jogo de futebol.
Tomei cerveja.
Xinguei o juiz.
Fiquei com pena da Shakira.
Urrei o nome de David Luiz, aquele que tem tipo de argentino.

A segunda-feira chegou.
Peguei meu vôo na chuva.
Comecei quase que de ré.
Voltar a ser mais uma no meio da multidão que não é festiva.
O protesto dos caminhoneiros.
O depoimento direto de Hélio Bicudo sobre o bolsa-família.
Os vereadores de São Paulo que pensam que nos enganam criando uma CPI do transporte público.
O Luciano Huck.

No calor dos acontecimentos, quis me lançar vereadora.
Pelo bundalelê criativo.
Pelo grito de desabafo.
Pelo respeito à opinião alheia e do alheio.
Pelo apartidarismo, ainda que sem anarquismo.

Pão e vinho – lembram-se do Romanée-Conti, amigos?
Porque o momento é bom para desabafos e um porre daqueles.
O futuro?
Que chegue em pleno carnaval de Olinda.
Num dia de sol.
Numa sexta-feira.

E lá vai ela

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Acordo cedo e recebo a mensagem:
“Estou embarcando para Brasília.
Vou protestar contra o Novo Código Florestal”.
E eu fiquei com essa história rodando na cabeça o dia inteiro…
Pare o mundo porque eu vou defender um ponto de vista.

Enquanto a garotada da USP defende maconha no playground, há quem pense no bem coletivo.
E ainda deixe de ser um cidadão comum por um dia para ser um supercidadão.
Aquele que hoje não foi trabalhar.
Aquele que não enfrentou trânsito para pagar o leitinho das crianças.
Simplesmente gastou uma boa nota em passagem de avião.
E instruiu o taxista: “Toque para o Congresso”.

Foi para lá sem plano nem encontro marcado.
Apenas para ver nosso futuro ir para o espaço.
E, antes disso, para deixar o seu protesto.

Um indivíduo contra os representantes de ninguém.
Que coragem.