Posts com a Tag ‘reunião’

Pedrinha

terça-feira, 6 de setembro de 2011

o gato subiu no telhado

Quem sabe, sabe, quem não sabe vá ouvindo.
Em fase de nada podes, faço minhas micro rebeliões.
Dirijo para lugares distantes.
E vejo os jardins das casas ricas e as empregadas que saem apressadas pela calçada.
É tarde, é tarde.
E ninguém nota flores ou árvores frondosas.
Volto pelo sol.
Reunião, discussão – o de sempre com novos interlocutores.
Casa.
Passeio com cachorro.
O pinguim anda melhor, mais ereto, mais fagueiro.
Cachorro com bolinha, casa toda arrumadinha.
Animada, enfrentei a medicina, a família, os conselheiros.
Hoje abri uma latinha.
Interinha a latinha.
De trigo – minha -preferida.
Bebi devagar.
E minha barriga ficou quietinha, degustando.

É tarde, é tarde.
Atire a primeira pedra.

Eita de novo

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Segundona começando quente.
Técnico da Net às 8h em ponto.
Corrida para a hidro geriátrica – meu chinelo arrebentou e fui arrastando a sandália para a piscina.
Piscina gelada e a semana gritando…
Conversa com a empregada. Demissão.
Essa vida de gente grande que não releva, não tem um tão grande coração.
Corrida para a Berrini, templo dos grandes negócios.
Almocei com um novo amigo querido que chegou atrasado na história.
Fuga para ver tudo o que não posso comprar.
Trabalho – não rendeu nada.
A cabeça fervilhando. Trabalhar para pagar tudo o que não posso comprar.
Briguei com o WalMart de novo.
Comprei panelas chinesas, panelas avacalhadas.
Vieram com boca oval e tampa rendonda. Devolvi.
45 dias depois, mais panelas.
Vieram com as bocas cortadas – como se fossem um adereço da Lady Gaga. Pedi socorro, não quero mais WalMart – nunca mais nem de novo.
Marquei reunião.
Cancelei reunião.
A semana nem começou e já quero um domingo de novo.
Comprei um software de demissão.

(Funciona tanto e tão bem que penso em fazer automedicação)

Paladar

sexta-feira, 10 de setembro de 2010
Mineira em São Paulo

Mineira em São Paulo (=queijo francês)

Desde segunda-feira meu computador resolveu parar de trabalhar.
Eu o entendo perfeitamente…
A Apple é que poderia ter um serviço de assistência remota mais eficiente.
O fato é que, em Paris, meu telefone tinha acesso limitadíssimo a internet.
Aqui, a hora e a vez do computador.

Adoro como a semana voa em São Paulo.
E nunca tive a real noção de como o trânsito consome nossas horas preciosas.
Ele é como um gadget em sua estréia: rápido, intrigante… e com bateria que dura pouco.
No primeiro dia útil da semana, reuniao às 10h.
Meu carro estava no rodízio e me esqueci. Pedi para chegar meia hora mais tarde.

Sao Paulo em qualquer lugar

Reunião remarcada para o dia seguinte…
Coisas de São Paulo.
No dia seguinte, saí com folga de casa. E cheguei à reunião uma hora mais cedo.
A sorte (paulista e de principiante) é que a reunião teve que ser adiantada.
E teve que ser interrompida também.
Parti para um café com um amigo que trabalha ali perto.
E praticamente fechei um novo trabalho.

Depois tomei chá com a amiga querida.
E não consegui encontrar com a nova amiga.
Trânsito.
Sampa.
Eu resisto.
Eu gosto mesmo assim.

Ai ai ai.
Em dois meses uma pessoa sai de esquadro?