Posts com a Tag ‘Silvio Berlusconi’

O Pato pateta

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Estou numa fase de misandria…

+*+*+*+*+*

Hoje, uma juíza determinou: o jogador do Milan terá que pagar pensão de 50 mil reais para a ex-mulher por 24 meses.
Tudo muito explicadinho: ciumento, ele negociou esse valor com a moça para que ela fosse uma subalterna dona de casa. E nos nove meses em que estiveram casados, ela ganhou essa mesadinha.
Com a separação, a menina virou motivo de risada e não conseguiu mais trabalhar.
Corajosa (pois já sabia que a mídia iria fazer a festa), entrou com o pedido de pensão.
Como um legítimo representante do hommus patetus, o mocinho queria se safar com uma pensãozinha de 5 mil merrecas.
Dançou…
Essa garotada precoce e endinheirada leva susto com o peso da responsabilidade.
E Pato, o pateta, nem tomou o prejuízo e já anda se esfregando com a filha de Berlusconi, mãe de duas crianças.
A história deve acabar superbem também…
Aliás, ter o capo como sogro… Isso é que é imaturidade!

+*+*+*+*+*

Eu penso que os meus colegas que seguiram adiante com a profissão de antropólogos devem estar fazendo mil descobertas sobre o maravilhoso mundo humano moderno.
São casamentos e separações numa velocidade de cruzeiro.
São filhos e filhos com vários pais.
Em época de Chiquinho Scarpa faturar em cima de morte de ex-mulher decadentíssima, quem tem pressa e não pensa está em alta.
E tem muito filho criando pai por aí…
Hoje em dia, navalha na carne é coisa démodé.

+*+*+*+*+*

Eu vou colocar meu Valdick Soriano no último volume e não quero papo.

Pegue o bote porque São Paulo virou Atlântida…

Come away with me…

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Slow Motion total. Dia 15 e todo mundo concentrado no 24, no 31.
Segunda-feira.
Terça-feira.
Começa tudo de novo.

Minha vida rodando – like always.
Mais um “não” para um trabalho bacana. Mais um head hunter me ligando na sequência.
Dizem que, quando a gente procura, o emprego não aparece…
Eu não acredito em superstição, mas acredito em bruxas… Vai saber se me enfeitiçaram.
Aliás, um feitiço bom seria não ter aquele marido bobão, mas ter a grana da Gisele Bündchen.
O corpo… Ah! A gente compra – junto com a roupa invisível do rei.

Tavinho

tavinhpPara os amantes dos bichos, minha dica: a UIPA.
O último caso publicado pelo grupo foi o de Tavinho, um gato bebê que foi cruelmente torturado e, depois, jogado numa lata de lixo.
O gatinho, com olhos azuis, muito meigo e com estimados 45 dias de vida, estava esfolado e quebrado.
Tratado por uma equipe de veterinários, já está caminhando (embora os ferimentos sejam profundos) e tem apetite de leão.

Hoje, conheci Pitchula.
A poodle de dez anos ficou paraplégica e, por três anos, viveu presa numa caixa de papelão deixada ao relento – sob vento, chuva, sol.
Resgatada, está (re)conhecendo o mundo e vai ganhar um carrinho adaptado para que possa voltar a se locomover.
A UIPA está recebendo doações em dinheiro e também recebe brinquedos, bifinhos e guloseimas (que ajudam a desestressar a cadelinha).
Eu vou lá levar uns brinquedinhos para Pitchula.
http://uipasp.fotoblog.uol.com.br/photo20091215122914.html

O gago

Sobre nosso amigo italiano que mandou a catedral no nariz do Berlusconi…
Enquanto os médicos particulares do capo falam que o cara está com dores de cabeça e teve a saúde agravada de ontem para hoje (a cara de pau manteve-se intacta),  Massimo Tartaglia, nosso herói, está preso e pode ser transferido para um hospício.
Pois vejam só: Tartaglia (gago em italiano) é pseudônimo de Niccolò Fontana, o matemático italiano responsável pela solução da equação do terceiro grau.
Nada é por acaso. Nada.

E a Itália, que chique, não tem “doido de jogar pedra”, tem “doido de jogar estátua”.

Três assuntos inacreditáveis do dia:

1) Uma loja japonesa está liquidando robôs humanóides. Por R$395 mil, você leva para casa o robô (que pode ser personalizado) capaz de movimentar a parte superior do corpo e de pronunciar um número limitado de palavras. Tem gente que vai perder o emprego… Nosso Ministro do Trabalho, disseram, está preocupadíssimo (com o próprio pescoço). Alguns senadores também levaram o caso para apreciação.

2) Por falar em Japão, a Toyota aprontou.
A montadora teve que tirar do ar um anúncio. No filme, um jovem chega para buscar a namorada e, numa conversa com o pai dela, faz várias referências sexuais. Quando o jovem mostra o carro, o pai, antes raivoso, vira uma simpatia e também fala frases com referências sexuais. No fim do anúncio, a menina se despede dizendo “I’m ready to blow”.
O anúncio foi uma tentativa da Toyota de usar mídias sociais para promover um carro que é vendido principalmente para jovens mulheres na Austrália.
O filme foi produzido depois que a Toyota abriu uma competição no Facebook em parceria com a agência publicitária Saatchi & Saatchi. A competição rolou em novembro e teve votação de internautas.
A propaganda “Clean Getaway” (“Escapada limpa”), foi a vencedora.
Sem comentários.

3) O volante Richarlyson, do São Paulo, adotou um visual que é bem engraçado. Ele colocou um aplique nos cabelos e virou uma mistura de Chitão com Ronaldinho Gaúcho. Pois a novidade gerou ameaças de morte por parte de torcedores. Dizem que o jogador é tipo Renato Russo.
Ser ele pode, não pode parecer…

O mundo gira e nada muda…

Sustentável

Mudando de assunto, mas não fugindo da confusão, fiquei sabendo que nossa futura presidenta arrasou em Copenhage. A fofa falou que o meio ambiente atrapalha o desenvolvimento sustentável.
Não acreditou: veja com os próprios olhos:

DILMÃO E SUA BOCARRA

Alô, Playboy, está aí a próxima capa que vocês tanto procuraravam. Famosa e estúpida – porque boazuda… Bem Fernanda, a Young, explica que beleza não é tudo. Importante é ler Proust.
A Dilma leva jeito, afinal, ela já teve um CV com mestrado e doutorado falsos…
Verãomen

Ah, que beleza é o verão.

Ele chega e tenho que me atualizar. Tenho que ficar por dentro das 10 dicas para usar biquínis, preciso perder 5 quilos em uma semana e ainda estou sem saber os segredos para proteger os cabelos do sal e do sol.

E nos Estados Unidos o povo faz escândalo porque repetiram uma capa e as chamadas de capa da Men´s Health…
Santa honestidade!

Uma dúvida que não quer calar: por que me seguem no twitter? Por que?

(IN) Decisões

domingo, 13 de dezembro de 2009

sandalhinha

Estréia de luxo do novo(s) equipamento(s)  modernoso(s).
TV de LED com blue-ray. Dois filmes para ver.
Caixa de som estéreo do meu toca-discos de 1980.
Quem falou em 5 caixinhas de home-theater não entende nada de som de qualidade.
Watchmen para cortar o laço de fita.

Simplesmente não saio mais de casa.
Podem mandar pizza por debaixo da porta.
E brigadeiro em forma de disquinho de vinil. Brigadeiro surpresa da doceria “Brigadeiro“.

Mancha

Tenho uma tatuagem no pé.
É uma mancha inspirada nos estudos de Rorschach.
Rorschach ficou conhecido pelo seu trabalho sobre o significado psicológico de interpretações dadas a manchas de tinta. Desenvolveu uma técnica que ganhou o nome dele, o famoso teste de Rorschach.

As manchas são ambíguas de propósito. A pessoa que as interpreta deve dar a elas uma estrutura clara.
O teste não é para “adivinhar” quem interpreta a mancha e nunca é aplicado sozinho.
Mas, como quem vê algo na mancha pode ser “decifrado” de uma certa forma…
As nove plaquinhas com as manchas logo foram usadas para identificar criminosos e psiciopatas.
E, com resultados catastróficos, o teste acabou desacreditado.

Eu gosto.
Alguns olham e vêem uma flor. Uma aranha. Um escorpião.
Tem gente que olha sem entender.
E deve pensar: “que idiota. Fazer um borrão feio no pé”.
Me faz gostar mais ainda da minha “mancha”.

O filme

Watchmen é considerada um marco importante na evolução dos quadrinhos nos EUA: trouxe linguagens alternativas, além de lidar com temática de orientação mais madura e menos superficial.
O sucesso da série ajudou a popularizar o formato conhecido como graphic novel (ou “romance visual”).

O filme é cheio de símbolos.
É noir.
É pesado.
Vale ver.
E com os equipamento certo então… Dá até medo.

Política X Religião
catedral+Brasilia_01
Temo pelo moço que realizou o feito.
Arrebentar a cara do Berlusconi.
O bandidaço sofreu uma fratura no osso nasal, em dois dentes e ficou com o lábio superior machucado.
A corja toda gritou.
Risco ao Estado Democrático.
Estado de atenção.
O premier deverá permanecer 24 horas em observação no hospital San Raffaele.
No hospital, toda a entourage correu para dar um abraço no ladrão.

Tudo isso porque levou uma estatueta na cara.
O agressor, identificado por Massimo Tartaglia, lançou uma miniatura de uma catedral contra o primeiro-ministro.

Estou pensando em montar uma fábrica de miniaturas de estatuetas da Catedral de Brasília.
Nossos produtos, com garantia de qualidade, prometem tatuar a cara de políticos.
Aceito sócios na empreitada.